Analytics:

quarta-feira, maio 07, 2008

Emoção Erótica Ao Vivo

# Os ingressos para o show que o Megadeth promete fazer em Goiânia no começo de junho estão à venda desde ontem, o que enche de alegria os corações brutos dos headbangers de Goiânia e adjacências. Depois de tanto "sofrimento", com a agonia do cancelamento, acho que até vou lá no clube Jaó conferir quais canções do Youthanasia e Cryptic Writings (os meus preferidos),a banda de Dave Mustaine vai se lembrar de tocar. Os preços dos ingressos variam de sessenta (aréa Vip open bar - cerveja, água e refrigerante), a cem reais (camarote - cerveja, água, refrigerante, vodka e uísque), podem ser adquiridos ali na Tribo do Açaí (ao lado do shopping Bougainville), e os três mil primeiros compradores levam também, na faixa, um bilhete para assistir gratuitamente ao show do U.D.O., atual banda de Udo Dirkschneider, ex-vocalista do longínquo Accept (lembra?).

.

.

Esse brinde eu passo.



Bruno Kayapy, do Macaco Bong

.

.

.

# A quarta edição do PMW Festival, que mobilizou o povo rock da capital do Tocantins no último fim de semana teve lugar para mais um ótimo show do Móveis Coloniais de Acaju, outra apresentação intensamente chapada da paraibana Zefirina Bomba, e reservou boas doses de tietagem explícita para o Cachorro Grande, que também protagonizou, ao lado da goianiense Mugo, uma quase-confusão no Hotel.

.

.

A Mugo, única banda de Goiânia no festival, teve lá seus problemas, mas conseguiu dar seu recado, esgoelado em afinações baixas. Porém os grupos da cidade ficaram devendo. Palmas ainda não tem uma banda realmente boa para se orgulhar e chamar de cria local, mesmo que a Bodah Diciro esteja começando a atravessar as fronteiras do estado e percorrer o circuito de festivais.

.

.
Já, já entra aqui nesta mesma tela um texto largo e que vai contar em detalhes como aconteceu mais uma edição deste festival que já é marca registrada do rock tocantinense.

.

.

.

.
# O poderoso trio instrumental cuiabano Macaco Bong lança amanhã (08/05) seu primeiro disco. A festa acontece aqui em Goiânia, mais precisamente no palco de cetim vermelho do Bolshoi Pub, e marca o nascimento oficial do melhor disco do independente nacional em dois mil e oito (conclusão precipitada? Ouça o disco e depois me diga se ainda pensa assim).

.

.

Te vejo lá?

.

.

.

.
# A faixa título do disco novo do Coldplay (que deve alcançar vossos players ainda nesse semestre), Viva La Vida, apareceu na web como num num passe de mágica, na manhã desse dia que acaba daqui a pouco. Achei a canção digna do padrão Coldplay, que sabe combinar doçura, dor e comoção na medida certa para emocionar. A canção - que conta com arranjo de cordas, vocalizes esvoaçantes e melodia das mais compassivas -, você pode pegar aqui, mas não garanto nada quanto a essa ser a versão finalizada, ainda que esteja em ótima qualidade. Esse é um dos lançamentos que mais aguçam minha curiosidade em dois mil e oito, e dá pra dizer que esse começo é bem digno! Ouve aí, depois me fala se eu tenho, ou não, razão!
.
.
.
Tchau

Tchau

Um comentário:

éverton disse...

Cadê os detalhes do PMW? Foi passear lá, foi? Vamotrabalhaaeó!