Analytics:

domingo, junho 22, 2008

Lista VIP

# The Hives no Porão do Rock? - O grupo sueco (dono da divertida Tick, Tick, Boom) informa, em sua página no Myspace, que um dos shows que farão no Brasil será em Brasília, num tal festival “Parao” do Rock, dia cinco de setembro. Mas o POrão do Rock acontece no começo de agosto (e não de setembro) e já confirmou o Muse como atração principal (além dos intensos boatos sobre a possível vinda do Suicidal Tendencies). Porém, Fabrício Nobre – produtor de eventos da Monstro Discos e vocalista do MqN, apagou a chama que os suecos, sem querer, acenderam nas já crepitantes especulações sobre a escalação do festival brasiliense, esclarecendo que o show dos Hives é dentro de um projeto à parte, chamado pílulas Porão do Rock, que acontece trimestralmente em Brasília, e está de fato marcado para o dia cinco de setembro, portanto fora do festival Porão do Rock, que acontece no início de agosto. Então se você já estava se animando, pensando que veria Muse e Hives num mesmo fim de semana, agora já pode se decepcionar.


Mas, olhando a coisa por outro lado, é uma outra ótima desculpa para mais uma viagem até Brasília, depois de um mês inteiro, para se recuperar do show do Muse. Mas, analisando por um terceiro (terceiro?) lado, será que alguém ia se importar com o Hives depois de ver o Muse?




.
.
.
.
# E já que os boatos estão na ordem do dia, tem um rolando pela web que dá a pista de que a Bad Chopper, banda de CJ Ramone – último baixista dos Ramones, estaria sendo negociado para uma apresentação em Goiânia. São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, ao que parece, estão com datas confirmadas. Eu, que nunca perdi meu tempo ouvindo Ramones e não tenho nenhum apreço especial pelo punk rock, não fiquei muito impressionado com a notícia. Você, por acaso, ficou?
.
.
.
.
# Quem está se tornando habitué dos palcos goianienses é o patrono quase-famoso do grunge, o Mudhoney, que já foi anunciado para protagonizar a festa de lançamento do XIV Goiânia Noise festival, em outubro, dentro das celebrações dos dez anos da Monstro Discos. Não, não é questão de mau-humor, mas esse é outro grupo adorado que não me causa a mínima emoção. Ano passado, no Porão do Rock, usei a apresentação da banda de Mark Arm e companhia para engolir alguns litros de coca cola, e me recuperar do show que o Sepultura acabara de cometer, beeeem longe da louvação grunge que acontecia no palco. Nada pessoal, mas eu também não tenho nenhum disco do Nirvana. Já o Soundgarden tem lugar VIP na lista das minhas predileções.
.
.
.
.
# Mais uma vez Axl Rose (e sua caricatura atual de Guns n’ Roses) consegue holofotes para o “agora vai” do lendário e incógnito Chinese Democracy, e dessa vez até a Amazon britânica – a loja virtual – entrou na história, garantindo ter o disco para pré-venda, por módicas 9,98 libras (por volta de trinta reais). Meu interesse por Guns n’ Roses não aumentou com esse hiato de quinze anos entre o último álbum de estúdio do grupo (o famoso disco de covers The Spaghetti Inciddent?) e o possível lançamento do tão prometido Chinese Democracy, e se já naquela época eu, então um jovem adolescente ávido por guitarras barulhentas, não via tanta graça na rebeldia teatralizada do Axl, e preferia ouvir os discos do Aerosmith, o tempo quase apagou o interesse meio zoológico que eu nutri algum dia pelo ex-mega-fenômeno californiano. Mas qualquer dia desses, quando esbarrar em algum link por aí, eu até cedo alguns megabytes do meu agá-dê para descobrir por que o outrora galã hard rock demorou tanto para parir esse disco. Mas depois, agora não. Vou cortar a unha do pé, primeiro.
.
.
.
.
# Acho que amanhã vou lá no Centro Cultural Goiânia Ouro pra assistir ao show do Filhos de Maria e Madalena. É, também não conhecia, mas recebi um release por e-mail que me informou que se trata um conjunto bem novo, e que conta com a presença dos ilustres Diego de Moraes (a nossa Mallu Magalhães) e Aderson (Orquestra Abstrata), além do tal Fernando Simplista – figura que o Diego sempre me recomendou tanto, mas que eu nunca consegui conferir ao vivo –, Chello, Bruno e Gabiras. O texto do release garante ainda que o repertório do grupo é todo composto por “músicas novas e muito lindas, cheias de cores diversas (...) canções que sejam capazes de moverem, de mudarem posições irredutíveis, conceitos criados por uma meia-dúzia de cabeças, mostrar pro mundo inteiro que a dicotomia existe e que ninguém é normal.”
.
.
Errr... apesar disso eu fiquei curioso. Juro!
.
.
Lipstick
.
.
.
.
# Quem manda avisar é a Andréa Ariani, do clássico sítio vizinho, o Zona Punk: O ZP, que conta quase dez anos anos na web, promove a partir do dia vinte próximo a Zona Punk Girls Tour, que com as bandas Hi-Fy, Condessa Safira, Lipstick, Killi, Mixtape e Fake Number percorre parte do estado de São Paulo, segue Paraná adentro e chega até Santa Catarina, num total de dez shows de conjuntos comandados por garotas no vocal. O Itinerário da tour inclui a cidades de São Paulo, São José do Rio Preto, Santos, Santo André, Ribeirão Preto, Florianópolis e Curitiba, além de algumas datas ainda por definir, o que pode acrescentar novas datas e endereços ao roteiro. Maiores informações você consegue lá na home do Zona Punk.
.
.
.
.
Vou ali e volto já

4 comentários:

Anônimo disse...

cara, parabéns pelo teu blog, leio sempre e nunca terminei minha leitura insatisfeito, apesar de conferir todas essas noticias e afins nos boletins virtuais gosto da sua visão e por isso nao deixo de vir aqui pelo menos uma vez por semana. mas eu venho te fazer uma sugestao, ou até uma critica, voce que escolhe, ela deve ser encarada como construtiva.. bem, seu blog, imagino, que seja lido por varias pessoas, admiradores dos mais variados estilos, entao uma sugestao, ao comentar uma noticia, fazer um release ou um texto, construa-o do seu jeito, como voce ja faz, mas nao menospreze certas coisas, comentários como "sera q alguem vai querer ver hives depois de muse" ou "nao fiquei muito impressionado com a noticia (do cj ramone)" apesar de serem bem pessoais, deixam alguns leitores (como eu) chateados, e nao é so porque nossos gostos musicais divergem, mas porque seus comentarios parecem menosprezar certas coisas que independentemente se voce gosta ou nao , merecem algum respeito, construir uma opiniao desfavoravel a tais coisas é possivel sem pegar "tao pesado".
Deixo voce com um abraço e uma máxima do jornalismo "seja testemunha , nunca juiz!"

Anônimo disse...

ihh cara desincana, isso e normal. o cara gosta e de falar mal de td mundo mesmo. num deu conta de aprender toca guitarra e agora fica falando mal de td muyndo. qdo ele veio aqui em palmas falaou mal d tds as bandas do pMW. dá trele pra ele não q e melhor.

Carlos Henrique disse...

e o cordão dos insatisfetos cada vez aumenta mais. eu também não gosto de Hives, mas de ramones eu gosto, nem por isso fico pentelhandpo o cara pelo q ele escreve.

Beto violete disse...

sai dessa mulecada, bora lá no quadrilha rockinroll hj, ficá de boa no show do Violins.