Analytics:

segunda-feira, junho 09, 2008

Mastigando Clichês

# O disco novo do Coldplay, Viva La Vida or Death and All His Friends, caiu na web dias atrás, e o conjunto britânico resolveu disponibilizá-lo também em sua página no Myspace - para não bancar o atrapalhado. Coldplay é uma banda de canções, na acepção mais literal que o termo tem, e mesmo escondendo sua singeleza melódica entre arranjos e detalhes grandiloqüentes, Chris Martin e sua turma não conseguem ocultar sua preferência por harmonias simples, sentimentais e, por isso mesmo, muito eficazes na arte de emocionar os melófilos mais sensíveis – estes seres estranhos que ainda gastam seu dinheiro em discos (apesar da tonelada de downloads), e continuam perdendo tempo diante de blogs que se dizem especializados no assunto.


.
.
.
# O quinteto acreano Los Porongas, dono de um dos melhores shows do indie nacional (e de um disco nem tanto), deixou o selo Senhor F Discos, depois da parceria que rendeu o infeliz debut da banda. E o rompimento não pareceu nada amistoso, com farpas trocadas pelos dois lados, em comunicados oficiais.
.
.
O início da semana passada, Fernando Rosa, o nome por trás do selo/site, divulgou nota na página da etiqueta brasiliense no Myspace, assinada também por Philipe Seabra, Ex-Plebe Rude e produtor musical parceiro do jornalista. Nela, o tom é de desabafo:
.
.
A banda acreana Los Porongas não pertence mais ao "cast" do selo Senhor F.
Por decisão unilateral, a banda assinou contrato com a produtora paulista
Barravento Artes. Com isso, o selo Senhor F Discos não mantém mais nenhum
vínculo presente e futuro com Los Porongas. Os direitos sobre o disco de estréia,
lançado em 2007, bem como a edição do DVD licenciado pelo Itaú Cultural,
permanecem com o selo.
.
.
E ainda diz lamentar “a condução do processo que reproduz velhos esquemas supostamente superados”. E ensaia uma análise que acaba por concluir que “os fatos apontam para o afastamento da banda dos espaços, conceitos e compromissos que norteiam a cena independente”, num evidente descontentamento com a atitude do conjunto de se associar à produtora paulista.
.
.
A banda, por sua vez, se justificou com um comunicado à imprensa, que respondeu, com certo ar de surpresa e dividindo o assunto em tópicos, à aspereza textual do selo:
.
.
1 - (...)Se houve alguma decisão unilateral neste processo, esta foi a tomada
por parte do selo, que encerrou, através de uma nota na internet, uma parceria
iniciada em dezembro de 2005, deixando todos os integrantes da banda consternados,
uma vez que não fomos avisados com antecedência sobre a publicação dessa nota.
.
2 – (...)por não termos nenhum contrato oficial que intitulasse o Senhor F como
produtora da banda, sempre nos sentimos com a total liberdade de procurar
parcerias voltadas para esse tipo de trabalho;
.
4 - Durante todo o processo de negociação com a Barravento, deixamos bem claro
que o intuito da banda era de continuar fazendo parte do Senhor F Discos, e que
nossas relações com o selo continuassem as mesmas, exigências pronta e cordialmente
aceitas pela agência.
.
5 - Expressões como “velhos esquemas supostamente superados” e “o afastamento
da banda dos espaços, conceitos e compromissos que norteiam a cena independente”,
contidas na nota, nos deixaram extremamente surpresos, simplesmente por não
condizerem com a postura da banda em toda sua trajetória, e também pelo fato de
serem publicadas num veículo respeitado e com considerável número de acessos,
como é o site Senhor F.
.
6. A discussão sobre os direitos patrimoniais da obra dos Los Porongas e
demais assuntos relacionados será feita em particular, como orienta o bom
senso, o profissionalismo e a prática de uma relação que se construiu com
base no diálogo, no companheirismo e na verdade nestes mais de dois
anos de caminhada.
.
.


Muse
.
.
.
#E o Porão do Rock, festival que deveria acontecer em junho na capital federal e que foi adiado para o início de agosto, sofre uma nova onda de boatos, da mesma família daqueles que prometeram Queens of the Stone Age e Black Crowes em edições passadas. Mas, ao que parece, agora é sério, e a maior festa do rock candango já anda divulgando (na surdina) a vinda do Suicidal Tendencies (que esteve há pouco no país) e do Muse - essa última uma das melhores formações do pop britânico atual -, para bancar os headliners do festival, que no ano passado trouxe o glorioso show do Bellrays e a apresentação requentada do Mudhoney, para essa função. No site do trio inglês não há nenhuma referência a shows no Brasil, mas consultando uma ou duas janelas aqui do msn, pude “confirmar” que o papo procede, e que você pode mesmo começar a economizar nos psicotrópicos, para que quando chegar a hora você não esteja desmonetarizado e infeliz por perder o show de rock do ano (pelo menos aqui no meio oeste brasileiro).
.
.
Do Suicidal Tendencies eu nunca gostei, propriamente, ainda que já tenha esbarrado uma vez ou outra com alguns dos discos dos tiozões com skates e bandanas. Acho até que perco uns dez minutos dando uma olhada no show deles, caso os rumores se confirmem, de fato.
.
.
# Estréia amanhã, terça feira, no Fox Channel, o seriado 9mm – São Paulo, alardeada como a primeira do canal inteiramente produzida em alta definição no Brasil e para o Brasil. A série, que conta inicialmente com apenas quatro capítulos, gira ao redor do universo policial de São Paulo, com todos os registros que escorrem daí: violência, corrupção e tudo o mais que faz sucesso em seus congêneres estrangeiros, mas com a adição daquele veneno cru que só o terceiro mundo sabe administrar. A julgar pelas chamadas e pelos spots no Youtube, a coisa, apesar de mastigar um clichê, pode ser mesmo legal:
.

.
.
.
# O festival Calango, que acontece na primeira quinzena de agosto em Cuiabá, promete a maior de suas edições para dois mil e oito, que também sediará o primeiro congresso nacional do Circuito Fora do Eixo, onde jornalistas, produtores e músicos se encontrarão para discutir essa intensa movimentação cultural que o coletivo tem conseguido realizar, através da integração de festivais como o Grito Rock, ou da articulação de críticos, repórteres e colaboradores do portal Fora do Eixo, que registra e documenta as ações mais relevantes desse cenário fervente. Acontece também, durante o festival, a reunião da Abrafin (associação brasileira dos festivais independentes), encontros do projeto BM&A – Comprador & Imagem da Brasil Música & Arte – que levará jornalistas e músicos europeus, além de seminários sobre Economia Solidária, oficinas com temas nos setores de música, audiovisual, comunicação independente, teatro, literatura, artes visuais, enfim, toda uma série de eventos-satélite.
.
.
Quem dá o recado é o blog da produtora Espaço Cubo:
.
Além das várias atividades que serão promovidas no mega-fodástico Calango 2008, uma em especial vem movimentando desde já a rede do Circuito Fora do Eixo. Trata-se do 1º Congresso dos Fora do Eixo, que acontecerá em Cuiabá durante os dias de festival. À ocasião caravanas de todo o Brasil, formadas por produtores, jornalistas e bandas integradas ao CFE, se encontrarão em Cuiabá pela primeira vez, para debater planejamentos, estratégias de ações e outras questões, com vistas a constituir o Programa Fora do Eixo 2009. Se você é banda, produtor, jornalista ou interessado e não participar de nenhum coletivo integrado pode entrar em contato, solicitando mais informações pelo e-mail contato@foradoeixo.org.br.
.
.
Cabruera (PB), Supercordas (RJ), Mamelo Sound System (SP), Papier Tigre (França) e El Mato Un A Policial Motorizado (Argentina), já são comes confirmados para o line up, e Goiânia Rock News provavelmente viaja até Cuiabá para acompanhar as festividades.
.
.
.
.
Volto Já

2 comentários:

vilhenarock disse...

Os Porongas são um quarteto,
=]

Adriana disse...

nao gostei da estreia desse 9 mm, assim como tb nunca gostei de los porongas. fora isso, tudo certo