Analytics:

terça-feira, novembro 23, 2010

Un-Convention

.
.
Dentro da programação do 16º Goiânia Noise Festival foi realizada a edição goiana da versão brasileira da Unconvention, iniciativa britânica que se apresenta como uma comunidade de música, global e popular, que se reúne física e virtualmente para compartilhar idéias e debater as questões mais relevantes em torno de música, tecnologia e criatividade.



Em Goiânia, a Unconvention foi realizada durante todo o dia 18 passado no Martim Cererê, quando ocorreu uma maratona de gravação que pretendia registrar e lançar uma compilação de bandas num único dia. E isso sem mencionar as palestras e mesas de debate que reuniram, além da própria Ruth Daniel (Fat Northern Records / Un-Convention – Reino Unido), Pete Shelley (Buzzcocks), Viv Albertine (The Slits), Fabrício Nobre (MqN/Mostro Discos), Grahan Massey (808 State), Douglas Castro (Bicicleta Sem Freio/Black Drawing Chalks), Márcio Júnior (Monstro Comics/Mechanics), Rafael Grampa, representantes da Birmingham School of Media at Birmingham City University, Gustavo Vazquez (MqN/estúdio Rocklab), Redson (Cólera), Ynaiã Bentholdro (Macaco Bong), a até a minha modesta participação, ao lado do Mateus Potumati (revista SOMA), na mesa que discutia o papel da imprensa musical (foto abaixo).


Lidando com a imprensa musical


O desafio do registro e lançamento do disco foi exemplarmente cumprido dentro do prazo, e o track-list resultante da "brincadeira", que traz uma música inédita do Mugo, além de Johnny Suxxx and The Fucking Boys, MC Dyskreto, Hellbenders, Hot Hard & Co, Space Monkeys e Violins, já está receptivo ao vosso clique bem aqui. Providencie seu download e faça bom proveito.






Um comentário:

Oroni disse...

Foi massa poder colaborar com evento!
coisa fina!