Analytics:

quinta-feira, março 03, 2011

Goiânia Rock City - Origens

.
.
Esbarrei ontem, no Facebook, com o melhor álbum de fotos dos últimos tempos, que emoldurou parte do passado sem glamour do rock goiano, e transformou as caixas de comentários dos retratos num verdadeiro chat da terceira idade do underground local.


Restos da Cultura Proibida


Quem reuniu as fotografias e compilou as pérolas numa só pasta foi o Cláudio Melo, diretor da Studio K – tradicional empresa de sonorização e iluminação de eventos de Goiânia, ele mesmo um dos atores deste pretérito imperfeito.

De lá, dos comentários, foi um clique para chegar ao endereço do e-book Das Cores ao Século XXI, um relato pessoal sobre o que seu autor – Jadson Júnior, chama de “Uma História do Movimento Pós Punk em Goiânia nos Anos 1980”.


Língua Solta no Jornal


Ainda não avancei muitas páginas adentro, mas apesar da carência de uma revisão cuidadosa, já deu pra pescar passagens divertidas, como a que conta que a chegada do guitarrista Eládio Garcia Telles, vindo de Santos –SP, causou burburinho na “cena” local em 1982, já que era a primeira vez que os roqueiros de 16 anos da cidade finalmente iriam conhecer um punk de carne e osso (pra situar as gerações mais novas, já nos anos 00 Eládio foi guitarrista da primeira formação da Cine Capri, banda que gozou de um meteórico hype local por volta de 2005, e que ainda hoje está na ativa).


Profissom
Sonorizou quase tudo nos anos 80 e 90



Eu, como era uma criança feliz nos anos 80 – consumidora de discos do Balão Mágico e Michael Jackson, comprados na Discatel da avenida Anhanguera, não tive participação no período registrado na maioria das fotos. A exceção se dá pelo retrato do Marcão Adrenalina que, se estivesse vivo, nunca se lembraria de mim, aquele garotinho de 13 anos que, no começo dos anos 90, perambulava bêbado na porta do Honky Tonky, sua casa noturna mais famosa em Goiânia.



Moka

Projeto 6 e 1/2

Markan Camaralina - o hippie rico

17º Sexo faltou

Quarto Mundo

1985

Paulera e Giovani (Thara e Mortuário)

Metallize
1ª loja underground de Goiânia

Marcão Adrenalina

Rock Tock Festival

Mandatory Suicide - 1989

17º Sexo

Overdose em Goiânia - 1987

Marca Registrada

Das Cores ao Século XXI

Os 5 Enigmas de Uma Mulher Chamada Carlão
(Eládio Garcia é o figura pendurado na grade)

Mortuário

Língua Solta (com Léo Jaime) - anos 70

Martim Cererê - 1989

Departamento de Testes

Mephisto - 1989

Asgard

1988

Língua Solta - anos 70


Ingresso de show







2 comentários:

Thiago disse...

Pra mim tb é o álbum de fotos mais divertido do Facebook!

carlos quintanilha disse...

Gravei um comercial boa anos 80 para discatel de GO,com música de James Taylor,esta empresa ainda existe ? Se existe,alguém sabe como entrar em contato com ela? Valeu...Zap 22999194069 Eduardo.